sexta-feira, 24 de dezembro de 2010


To te pedindo um beijo, não teu medo. to te pedindo teu beijo. Eu não vou cansar de dizer que te amo e nem desanimar quando ouvir você dizer que tudo que digo , eu digo para qualquer uma. É tão raro sentir, é tão raro eu poder dedicar cada momento da minha alma para uma única pessoa, então você vem se igualando dizendo que cada frase não é sua, eu digo é tua... é única é tua. Para, para... não me põem contra o meu passado, porque não é meu passado que vai construir nosso futuro. Para, para... não continua relembrando o que eu já disse, o tempo muda idéia e minha opinião em ser de uma, quebra em ser teu e tua. São nossos cacos passados construindo novos vasos, e a flor? É tu. Não sei seguir sem ter aonde pisar, mas eu quero me perder mesmo que todo esse amor que você me dá é um salto no escuro, então pulo e que se foda aonde vou cair, é contigo que estou caindo, por você. Então para, to te pedindo um beijo, não teu medo e só teu beijo.



Um comentário: